O QueroFicarRico se mudou!

Você será redirecionado em 6 segundos. Caso contrário, visite
http://queroficarrico.com/blog/
e atualize seus favoritos.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

INVESTINDO NO MARKETING PESSOAL

O leitor Fernando nos fez o seguinte questionamento:

Saio pouco de casa, costumo almoçar em casa para não gastar muito, e assim poupar R$ 12,00 num almoço em algum restaurante da minha cidade. Não costumo jantar fora com a minha noiva, preferimos cozinhar algum prato em casa, pizza pronta, e assim por diante. A dúvida é a seguinte, consigno poupar bastante com essas refeições e programações caseiras, mas por um outro lado acabo deixando de ver e ser visto. Trabalho com vendas e nesse setor isso é bem importante. Às vezes num almoço surgem ideias, parcerias e oportunidades. Devemos freqüentar lugares sociais para crescer socialmente, conhecer pessoas e passar uma imagem de prosperidade?


Realmente você pode estar perdendo muitas oportunidades, por se manter um pouco alheio no seu convívio social.

Como consultor de planejamento financeiro, o que podemos recomendar é para você tentar encarar esta participação social como um investimento, e testá-la por algum tempo.

Explicamos: Almoçar fora todos os dias realmente é um dos grandes inimigos do seu orçamento doméstico. Porém, nada impede que você aplique uma parte do seu dinheiro (pré-programada no seu orçamento mensal) em pelo menos um ou dois eventos sociais por semana onde você possa manter o contato constante com colegas de trabalho e potenciais clientes e parceiros. Gastar frequentemente com coisas que lhe dê prazer e satisfação pessoal é um hábito extremamente recomendável, desde que não se deixe descontrolar.

Por outro lado, mantenha em constante observação os resultados que estes eventos estão lhe trazendo, tanto do ponto de vista de vendas, quanto também do ponto de vista da sua motivação pessoal. Depois de algum tempo, reavalie se o investimento está rendendo bons frutos. Considere amizades e informações também como proventos deste investimento.

Quanto ao tipo de estabelecimento a freqüentar, isto depende do produto que você vende e dos seu público provável, não dá pra indicar simplesmente um ou outro. O importante é que você vá onde o seu público está, seja lá onde for! Consultores de vendas podem lhe orientar melhor no assunto.

Mas ainda do ponto de vista financeiro, lembre-se sempre que nós é devemos manter o controle sobre o nosso dinheiro e não ele sobre nós. Assim, se você consegue poupar montanhas, mas não consegue converter isso em benefícios e prazeres para a sua vida, talvez você esteja poupando por instinto, sem uma estratégia estabelecida. Neste caso, procure refletir sobre as suas metas financeiras.

Obrigado pela participação!




Um comentário:

João Henrique disse...

Pois é, é como dizem: não adianta ser rico aos 60, se você não viveu até os 60