O QueroFicarRico se mudou!

Você será redirecionado em 6 segundos. Caso contrário, visite
http://queroficarrico.com/blog/
e atualize seus favoritos.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

COMO ESCOLHER UMA CORRETORA


Estou em dúvida sobre qual corretora escolher para investir diretamente em ações. Por isso, tenhó procurado bastantes informações sobre o assunto e achei uma que achei relevante repassar pra vocês. Créditos para a Bastter.com:


Uma das decisões mais importantes que o investidor irá tomar não tem nada a ver com ações, futuros ou derivativos. Esta decisão crucial refere-se a escolha de uma corretora para operar. E há dezenas de empresas que oferecem serviços de ebroker e homebroker na internet. Como decidir qual a melhor para você?


Abaixo você verá os principais fatores a se considerar nesta escolha:


  • Descontos nem sempre é a resposta - considere inicialmente obter serviços completos do homebroker como cotações online de índices, ações e opções, notícias de diversas fontes, e gráficos com estudos técnicos completos. Geralmente é o melhor para os que estão iniciando no mercado e que ainda estão adquirindo conhecimento sobre o mesmo.

  • Disponibilidade - Experimente acessar o site da corretora diversas vezes ao dia, especialmente durante horários de pico, ou quando ocorrem grandes quedas ou grandes altas no mercado, ou quando o número de negócios no mercado estiver bem alto. Isso mostrará se o homebroker não cairá quando houver grande demanda de acesso aos servidores da corretora, o que seria péssimo caso você precise sair de uma posição anterior de compra ou venda. Observe se o site se mantém rápido ao carregar as páginas, e teste alguns links para notar se não há eventuais problemas técnicos no servidor.

  • Alternativas - Embora todos nós adoremos a internet, nem sempre podemos estar em nossos computadores. Então, saiba quais as outras opções que a corretora oferece para você enviar suas ordens de compra ou venda. Estas outras alternativas podem incluir envio de ordens diretamente no teclado do telefone, ordens por fax, ou como se fazia antigamente - por telefone com um operador. Mas atenção, geralmente enviar as ordens por estes outros meios sai mais caro do que uma ordem enviada pelo homebroker.

  • Pesquise sobre a corretora - O que outros investidores estão falando sobre a corretora que você está testando? Assim como você deve se interar sobre uma ação antes de comprá-la, você também deve saber o máximo possível sobre a corretora. Mas saiba distinguir quem realmente opera pela corretora, e quem trabalha para a corretora e fica se passando de investidor para passar-lhe informações super-avaliadas. Estes geralmente costumam deixar emails em comunidades e fóruns de mercado financeiro. Considere muito os depoimentos de investidores que já passaram por maus e bons momentos na corretora. Escute-os, saiba quando e como foram os problemas que ocorreram naquela corretora. Nem toda corretora é perfeita. Faz bem ao seu bolso ouvir o lado ruim da história também. Isso evita que você acabe caindo nos mesmos problemas que outros.

  • Preço da corretagem - Lembre-se do ditado: você recebe por aquilo que paga. Assim como tudo que você paga em sua vida no dia-a-dia, o preço da corretagem pode indicar a qualidade dos serviços oferecidos. Não abra uma conta numa corretora simplesmente porque ela oferece a corretagem mais barata. As taxas corretagens anunciadas geralmente variam entre R$10,00 e R$40,00 e ficam na média de R$ 20,00 por operação. Deveria haver uma tarja bem visível nestes anúncios falando detalhadamente dos serviços que são incluídos nessas taxas. Pense bem que tipo de operações você realizará e escolha bem sua corretora.

  • Depósito Mínimo - Veja quanto de depósito inicial a corretora pede para abrir uma conta. Fique atento a valores altos para este mínimo. Algumas corretoras pedem 5 ou 10 mil reais iniciais. Isso pode ser realizável para alguns investidores, mas para outros não. Tente sempre negociar este valor mínimo, comente o que você pretende operar, algumas costumam diminuir um pouco este valor depois de uma boa conversa.

  • Seleção de Produtos - Quando escolhem uma corretora, a maioria das pessoas esta certamente pensando primeiramente em comprar ações. Lembre-se que também que existem muitas alternativas de investimento que não são necessariamente oferecidas por todas as corretoras. E isto inclui a possibilidade de operar futuros e opções, comprar debêntures, e até mesmo certificados de ouro/prata.

  • Atendimento ao Cliente - Não há nada pior do que ficar esperando no telefone para ser atendido quando se precisa de ajuda. Antes de você abrir uma conta ligue para o Serviço de Atendimento ao Cliente da corretora com uma dúvida qualquer, para testar quanto tempo eles levam para lhe conseguir alguma resposta.

  • Extras - Fique atento a alguns 'extras' que as corretoras vão oferecer inicialmente para que você abra sua conta lá. Estes extras podem ser um com desconto nas primeiras operações, ou isenção de corretagem após determinado número de operações. Isso é bom, mas não baseie apenas nisso para chegar a sua decisão final sobre qual corretora .

Com um clique do mouse, a partir de qualquer canto do mundo, você pode comprar ou vender ações usando o seu homebroker ou ebroker. As ferramentas certas oferecidas para você operar são a chave para que cada empreendimento seja bem sucedido. Obter sucesso no mercado começa pela escolha certa de sua corretora.


Fonte: Bastter.com



Um comentário:

Ailton disse...

Muito bom o seu post.
Também achei este outro em minhas buscas na net: http://www.monacoonline.com.br/blog/?p=103