O QueroFicarRico se mudou!

Você será redirecionado em 6 segundos. Caso contrário, visite
http://queroficarrico.com/blog/
e atualize seus favoritos.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

O NÚMERO 1 DA BOLSA


Saiu na revista Exame desse mês uma das reportagens mais legais que li recentemente. Primeiro porque conta um pouco da história da Geração Futuro, "a corretora que fez seu fundo de ações render 945% em quatro anos". Depois porque fala sobre o coordenador da gestão do fundo de ações Geração FIA, Wagner Salaverry. Abaixo reproduzo o início da matéria. Quem tiver interesse - vale a pena conferir - em lê-la por completo, disponibilizo o link no final.

Logo que saiu da faculdade, o administrador de empresas Wagner Salaverry, de 30 anos, tornou-se um especialista em armas e munições. Desde 1999, faz parte de seu dia-a-dia conhecer polímeros e outros materiais usados para fabricar revólveres. Salaverry jamais trabalhou numa fábrica de armas. E a militância em ONGs pró-desarmamento não faz parte de suas atividades. Salaverry só quer ganhar dinheiro com seu conhecimento de armas. Ele coordena a gestão do fundo de ações Geração FIA, da corretora e gestora de recursos gaúcha Geração Futuro, e aplica nos papéis da Forjas Taurus, a principal fabricante brasileira de armas e equipamentos de segurança. Salaverry também entende de aço, de papel e de motores, produtos fabricados por empresas que fazem parte do portfólio da Geração Futuro. Por enquanto, essa estratégia à la Warren Buffett tem dado resultados. O Geração FIA foi o fundo de ações que mais rendeu nos últimos quatro anos, mostra um levantamento feito pelo Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getulio Vargas a pedido de EXAME. O retorno, de janeiro de 2003 a setembro de 2007, chegou a 945%, o dobro da alta registrada pelo Índice Bovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo.

Continua aqui.



Um comentário:

PC disse...

Por isso agradeço quando me indicaram a GF ainda nos nossos tempos de Policentro!!