O QueroFicarRico se mudou!

Você será redirecionado em 6 segundos. Caso contrário, visite
http://queroficarrico.com/blog/
e atualize seus favoritos.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

DIVIDENDOS: MELHORES PAGADORAS DE 2007

[Não entende sobre dividendos? Clique aqui]. Uma das possíveis estratégias recomendadas a investidores que montam carteiras de ações com horizonte de longo prazo é o foco em papéis que, além de apresentarem fundamentos sólidos, também paguem bons proventos aos seus acionistas.
Ao longo do ano de 2007, dentre as ações que compõem o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, dos dez maiores pagadores de proventos, com base no conceito de Dividend Yield, cinco deles são empresas do setor elétrico. O segmento também se destacou quando considerados os papéis que não compõem o benchmark.

Através da estratégia de manter em carteira papéis de boas pagadoras de dividendos, além do ganho que pode vir a ocorrer com a valorização das ações, os acionistas podem se beneficiar também do pagamento de proventos, remunerações que variam de acordo com os lucros registrados e com as deliberações do Conselho Administrativo de cada empresa.
A despeito do pagamento dos proventos depender também da lucratividade, nem sempre empresas que costumam apresentar lucros elevados são as maiores pagadoras em termos relativos. Apesar do montante absoluto dos proventos pagos por empresas como Petrobras e Vale ser elevado, em termos relativos, eles não estão entre os 20 maiores do Ibovespa.
A comparação pelo Dividend Yield (DY), que mede o valor do provento por ação como uma proporção do preço da ação e, portanto, permite comparar empresas de portes distintos, coloca as ações preferenciais da Petrobras na vigésima sétima posição dentre as ações que compõem o Ibovespa, com DY de 3,55% para os últimos 12 meses.
Suas ações ordinárias, por sua vez, têm a trigésima primeira posição neste quesito, já que seu DY é de 3,12%. É importante ressaltar, porém, que esse indicador varia, obviamente, de acordo com o preço da ação e, desta forma, um DY muito reduzido pode estar refletindo também uma ação valorizada. O inverso também é verdadeiro.
Já as ações preferenciais classe A da Vale têm um DY de 1,69%, enquanto que para os papéis ordinários esse indicador é de 1,42%. Dito de outra forma, todos esses valores representam o retorno aos acionistas que ficaram com os papéis por tempo suficiente para receber os proventos pagos, neste caso, 12 meses, sem considerar os ganhos ou perdas provenientes da variação no preço das ações.
Algumas empresas do Ibovespa, porém, registram um DY mais elevado que o CDI, como é o caso dos papéis preferenciais da Transmissão Paulista.
A tabela abaixo lista as dez maiores pagadoras de proventos do Ibovespa no ano, com base no Dividend Yield:

Fonte: InfoMoney



2 comentários:

Chico disse...

Gostaria de saber se toda empresa com capital aberto é obrigada a pagar dovidendos aos seus acionistas. Também me intriga a questão seguinte: qual a estratégia (de uma forma geral) da empresa que tem um histórico de bom pagamento de dividendos aos pequenos acionistas?

Rafael Seabra disse...

Chico, respondi suas perguntas num post novo.

Abraço!