O QueroFicarRico se mudou!

Você será redirecionado em 6 segundos. Caso contrário, visite
http://queroficarrico.com/blog/
e atualize seus favoritos.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

COMO INVESTIR EM AÇÕES

Esse post é baseado numa sugestão do nosso amigo Ernani, que deixou um comentário num post passado pedindo que explicássemos melhor o passo-a-passo de como se tornar um investidor em ações. Então vamos lá!

Antes de começar a investir de fato, eu recomendaria dar uma lida com bastante atenção em algum material básico que explicasse como funciona essas negociações de ações e suas características. Um material interessante pode ser encontrado no site da Timing.

Após o entendimento teórico básico, vamos à parte prática: para investir em ações, a pessoa deve estar cadastrada em alguma corretora de valores que trabalhe com Home Broker. Atualmente a maioria dos bancos possuem corretoras. Não existe custo relacionado à entrada na corretora ou permanência nela. Todos os custos estão relacionados às negociações das ações e manutenção delas. Quando compramos ou vendemos ações, pagamos pela corretagem. A corretagem é a comissão paga à corretora pela negociação da ação. Algumas corretoras trabalham com corretagem fixa (valor único para qualquer negociação); outras, com corretagem variável (custo relacionado com percetual do valor negociado), baseado na tabela de corretagem da Bovespa. Outro custo que incide nesse mercado é a taxa de custódia. Taxa de custódia é o valor pago à corretora pela manutenção mensal das ações. É um preço fixo, mas que varia de corretora para corretora. Esse valor só é pago quando se tem ação sob custódia da corretora. Se em determinado momento você tiver vendido todas as suas ações, esse valor não será cobrado.

As ações são negociadas em lotes. Geralmente, cada lote é formado por 100 ações de determinada empresa. Também é oferecida a possibilidade de se negociar quantidades de ações inferiores às dos lotes. Isso é chamado de lote fracionário. A principal vantagem de se negociar lotes é a liquidez. A grande maioria das pessoas negociam lotes, então fica muito mais fácil de se comprar ou vender no momento que você quiser. Já em relação a frações, a principal vantagem é o preço. Geralmente esse tipo de negociação é utilizada por pequenos investidores que não possuem capital suficiente para comprar um lote completo. Como exemplo, um lote da Petrobrás vale R$ 4.991,00 + corretagem, com a cotação de 13/08/2007, que fechou em R$49,91. Então comprar frações permite que uma pessoa compre 4 ações da Petrobrás com algo em torno de R$ 200,00.

Pra fechar o post, vou falar mais um pouco sobre dividendos. Ao comprar ações de uma empresa, você se torna sócio dessa empresa. Com isso, você participa da divisão dos lucros - isso quando a empresa tiver lucro E optar por distribuir os lucros daquele período. Quando isso acontece, essa participação nos lucros é paga na forma de dividendos. Esse valor é creditado diretamente na sua conta da corretora, onde você pode optar por reinvesti-lo, ou embolsá-lo. Pagar dividendos é uma opção da empresa. Mesmo que obtenha lucros, algumas empresas optam por reinvesti-lo integralmente na empresa, sem repassar nada para os sócios. No post sobre dividendos, falei das empresas que geralmente pagam os melhores dividendos.

E é isso, pessoal. Espero que essa postagem tenha ajudado a tirar algumas dúvidas de vocês. Mas não se esqueçam: mais importante que saber como negociar é saber como investir. Não deixem de buscar sempre informações.

2 comentários:

Ernani disse...

Valeu, Rafa! Muito esclarecedor. Abração.

Rafael Seabra disse...

Beleza, Ernani. Sugestões são sempre bemm-vindas. Abraço!